shopping-bag 0
Itens : 0
Subtotal : R$0,00
Ver Carrinho Finalizar Compra

Estádio

A Internacional conquistou, em 1966, o direito de disputar a Primeira Divisão de Profissionais, competição que antecedia a Divisão Especial. A partir de então, começou o drama do presidente Benecdito Iaquinta por não ter campo dentro dos padrões exigidos pela FPF.
Para não perder o direito de permanecer na Primeira Divisão, fora solicitado licença a FPF até quando pudesse arrumar um campo adequado. Para tal, era preciso disputar todos os torneios amadores, além de cumprir com as obrigações financeiras como taxas de inscrições do time a FPF.

Em 1967, com grande pesar, Iaquinta deu passe livre aos jogadores para começar a campanha para a construção de um estádio próprio e voltar a disputar os campeonatos oficiais da FPF dentro do prazo. E Benecdito Iaquinta encerrou a sua “Era” sem nenhuma dívida, logo após, após o lançamento da pedra fundamental do Estádio Major Levy Sobrinho, em 1974.
Major José Levy Sobrinho foi o doador do terreno onde foi construído o estádio. Em sua homenagem, o estádio passou a ter o seu nome, mas ficou conhecido popularmente como Limeirão.

Limeirão

Em 30 de Janeiro de 1977 aconteceu o primeiro jogo no Limeirão. Jogando contra a equipe do Corinthians, a Inter perdeu por 3 a 2. Foi neste jogo também que o Limeirão recebeu seu maior público – 44 mil pessoas estiveram acompanhando esta partida.
O autor do primeiro gol do Estádio Major José Levy Sobrinho foi o Leonino Tião Marino.
Quando de sua inauguração, o Limeirão foi o segundo maior estádio paulista, perdendo apenas para o Morumbi. Atualmente figura entre os dez maiores no estado.
Com o novo Estatuto do Torcedor e normas de segurança, estima-se que o Limeirão hoje tenha capacidade para abrigar um público de até 18 mil pessoas.